O unboxing e a geração de valor
A cultura do YouTube revelou para o mundo algo que os designers já sabiam há muito tempo: o valor do unboxing.

Até um invólucro simples, mas que tenha um método de abertura diferente.
aaa

Categoria: Ecodesign Series Sustentabilidade

#1 O que é Ecodesign?

Por Carollina Li - Tempo de leitura: 4min
Salvos para ler depois
Adicionar aos meus preferidos!
O que é Ecodesign? O que é Ecodesign? O que é Ecodesign?

Este é o primeiro artigo da série Ecodesign: ideal, moda ou mudança?. Neste texto você vai descobrir um pouco mais sobre o que é o ecodesign sistêmico. Então, vamos lá!



1.O que é ecodesign

Pensando na palavra, podemos imaginar uma definição simplificada: “Projeto ecológico”, “Projeto sustentável" ou ainda pensar sobre a definição que o Ministério do Meio Ambiente adota:

ecodesign é todo o processo que contempla os aspectos ambientais onde o objetivo principal é projetar para que de alguma maneira reduza o uso dos recursos não-renováveis ou ainda minimizar o impacto ambiental dos mesmos durante seu ciclo de vida. Isto significa reduzir a geração de resíduo e economizar custos de disposição final.

Essa definição, entretanto é razoavelmente incompleta.

Pode-se observar, nesta última década, uma evolução da atuação do profissional, que antes se limitava a aspectos somente funcionais de desempenho do produto.

Hoje em dia, já se adota um pensamento mais abrangente na realização de produtos ecos, que leva em conta não apenas o produto em si, mas considera a cultura das pessoas, o território, os recursos disponíveis neste território, outputs da produção e como reutilizá-los ou criar novos produtos, ou uso, para os resíduos.

Ou seja, se pensa em todo o processo para que o produto esteja inserido dentro de um sistema aberto, fazendo assim o "ecodesign sistêmico".

Na natureza nada se desperdiça, tudo se re-aproveita.

Parece complicado, mas faz mais sentido do que pensar em ações isoladas de reciclagem e reutilização.

2.Ecodesign Sistêmico



Pensa comigo: há algum sentido em se desenvolver um produto que se diz ecológico, que utiliza materiais recicláveis, mas sendo que a empresa emprega trabalho escravo para produzí-los?

Se ao realizar um projeto com o intuito de ser ecológico, o designer considerar apenas o ciclo de vida ou reaproveitamento de materiais e recursos renováveis, ele vai adotar uma visão limitada à causa-efeito: para cada ação, uma reação e ela em sua maioria não é linear e unilateral, basta lembrar do "efeito borboleta".

O objetivo principal tem que ser projetar com foco no ser humano (UCD), considerando-o parte interdependente do sistema maior (planeta) e isto é possível pensando o projeto em modo completo.

Desse modo, o profissional precisa trabalhar com foco no todo, não apenas em uma parte. Vamos pensar como Aristóteles, “O todo é maior que a soma de suas partes”

O todo é maior que a soma de suas partes
Essa frase é também atribuida ao movimento da Gestalt


Ou seja, um projeto (todo) de ecodesign sistêmico trabalha com diversas ações que se articulam e se afetam de maneira variada (relações), não apenas existindo de forma independente no tempo e no espaço.

Assim, podemos concluir que o conceito de ecodesign sistêmico é amplo e contempla pensar o produto, os serviços e os processos, além do que usualmente se vê, com a finalidade de promover a sustentabilidade em seus 3 âmbitos:

  1. Social (adiantaria usar um produto biodegradável que seja fruto da exploração do trabalho infantil ou escravo?);
  2. Econômico (adiantaria ter vários produtos “ecos” sem que a maioria da população possa pagar por eles? O que muitas vezes acontece hoje!);
  3. Ambiental (adiantaria ter igualdade social e dinheiro para comprar os produtos sem que estes sejam ecológicos?)

Dentro dessa ótica um projeto de ecodesign sistêmico atua fortemente como um agente de desenvolvimento sustentável.

Todavia não seria um mero ideal? Como é na prática a atuação deste profissional? Descubra no próximo artigo.

Adicionar esse post aos meus favoridos!
Carollina Li

Carollina Li (Diretora de projetos):

Formada em design pela UEMG, mestra em design sistêmico pelo Politecnico di Torino e estudante incansável de marketing. Atua no desenvolvimento de estratégias de diferenciação para pequenas empresas. Apaixonada por pensar o design e o marketing de forma sistêmica. Pesquisadora de nascença. Sonhadora de carteirinha. Van Gogh, Salvador Dalí e Naruto são grandes inspirações. :) Carollina ama intensamente a natureza, escrever, viajar e encontrar sentido em tudo o que faz.

O que você achou deste conteúdo? Compartilhe conosco nos comentários.