O unboxing e a geração de valor
A cultura do YouTube revelou para o mundo algo que os designers já sabiam há muito tempo: o valor do unboxing.

Até um invólucro simples, mas que tenha um método de abertura diferente.
aaa

Categoria: Design Marketing

Naming: saiba como criar o nome da sua empresa

Por Carollina Li - Tempo de leitura: 6min
Salvos para ler depois
Adicionar aos meus preferidos!
Naming: saiba como criar o nome da sua empresa Naming: saiba como criar o nome da sua empresa Naming: saiba como criar o nome da sua empresa

Vamos iniciar este artigo com uma pergunta:
"- Porque é tão difícil definir o nome de uma empresa ou produto?"

Saber como criar o nome de uma empresa é um dos fatores mais impactantes no relacionamento com o seu público de interesse, afinal, não é à toa que se diz que a primeira impressão é a que fica.

Com um bom nome, é possível facilitar o reconhecimento da marca e aumentar o poder do seu branding.

Ao contrário do que se pensa, criar um nome não é tão fácil. Muitas pessoas acham que a primeira ideia que surge é a certa. Chegam a uma definição sem realizar pesquisas e sem garantir uma relação de significado direto com a atividade ou valor que a empresa entrega.

Mas é preciso entender que o modo como se cria o nome de uma organização é de extrema importância para o branding. Por isso, é altamente recomendada a utilização do processo de naming.

Para não errar nesse momento tão importante que é definir (ou mudar) o nome de um negócio, criamos este post que explicará o que é e o que envolve esse processo. Acompanhe!

O que é o naming?

Naming é o termo em inglês que significa literalmente “nomeação”. No mundo do marketing e design, define o processo de criação do nome de uma empresa e/ou produto. Esse processo estrutura a escolha do nome ao levar em consideração vários váriaveis e principalmente:
- aspectos mercadológicos e semióticos (símbolo e significado);
- as particularidades da empresa, do produto ou serviço que ela entrega e da sua proposta de valor.

Em outras palavras, a técnica consiste na avaliação detalhada e metodológica do que o negócio se compromete a entregar aos seus consumidores, como ele deseja se posicionar no mercado, qual o seu público de interesse, entre outras características que levarão à escolha de um nome capaz de simbolizar tudo isso.

Alina Wheeler em seu livro design da identidade da marca afirma que:

o nome certo é atemporal, não cansa, é fácil de dizer e lembrar; ele representa alguma coisa e facilita as extensões da marca.

Quais as qualidades para a escolha de um bom nome?

Além de toda a pesquisa sobre a organização em si, também é necessário considerar outros fatores que fazem parte do processo. Veja alguns deles a seguir!

Um bom nome deve ter significado

É importante que o nome tenha significado. Comunicar valor para o mercado e potenciais clientes.

Podemos ver o exemplo da Nike. A escolha do nome foi baseada na Deusa grega Níkē ou Niké que personificava a vitória, força e velocidade. O nome da deusa, representada por uma mulher alada, não poderia ser mais certeiro para uma empresa que produz materiais esportivos cujo o objetivo é fazer produtos de qualidade para ajudar os atletas em suas vitórias com segurança.

Se a sua empresa tem objetivo de atuar internacionamente, outro ponto a ser pensado é o significado do nome em outras línguas.

Pronúncia e escrita simples

Uma boa prática é que o nome escolhido seja de fácil pronúncia e escrita simples, como foi o caso da escolha do nome da companhia telefônica "Oi".

Nada representaria melhor uma operadora de telefonia celular que um cumprimento como o “oi”, que muita gente usa ao telefone (pelo menos aqui em minas!).

Além disso, o nome é simples, curto, fácil de ser escrito e lembrado. Quem vai esquecer um simples “oi”?

Nessa vibe, não preferir estrangeirismos pode ser uma boa prática.

Fácil memorização

Tão importante quanto ser simples de escrever e pronunciar, é ser fácil de lembrar. Basta pensar no exemplo Coca-Cola, que utiliza a repetição de consoantes, elemento que facilita a memorização.

Disponibilidade para registro

É também relevante verificar se o nome planejado está disponível nos órgãos competentes, como o INPI (Instituto Nacional de Marcas e Patentes), pois após definir o nome e criar a identidade visual, o ideal é que você registre a sua marca para não correr o risco que outro registre antes de você.

Pensando ainda na divulgação e na presença online, que a sua empresa precisará, vale, conferir se o domínio referente ao nome está disponível na web, o que pode ser checado no site Registro.br.

Clareza

Ambiguidades e contradições não são recomendadas. O uso de duplo sentido no nome de uma empresa pode levar a interpretações erradas sobre o seu real propósito. Tenha em mente que o significado do nome não pode contradizer a proposta de valor do negócio.

Use o bom senso, sempre!

O ideal é que o nome seja simples e curto, isso porque leva a uma fácil memorização e clareza. Entretanto é sempre bom avaliar os prós e contras. O que citamos acima são boas práticas não regras imutáveis, ok?!

Podemos pensar no caso da Google. Se você pertece a geração X ou a geração Y vai lembrar que no início falar o nome "google" não era fácil como parece hoje.

A gigante das buscas optou por um significado amplo: o nome refere-se ao termo gogool, que representa o número 1 seguido de 100 zeros. A escolha do termo foi pensando na infinidade de informações que gostariam de disponibilizar para seus usuários.

E a dificuldade da pronúncia? Foi resolvida com o tempo e um grande trabalho de marketing e design. Atualmente, a maioria das pessoas concordam que é um nome relativamente "simples".

Marcas que ignoram o processo de naming e não se preocupam em saber como criar o nome de um negócio acabam cometendo sérios erros na hora de se estabelecer, o que pode compromete seriamente o branding.

Basta imaginar erros para situações como as que foram expostas acima, como um nome difícil de lembrar ou de escrever, que já pertence a outro empreendimento, ou, ainda, que não corresponde à proposta da marca.

Por isso, vale a pena investir em estúdios de design para o assunto. Afinal, já que existem métodos e técnicas aplicados na criação de nomes para marcas, quem os estudou e tem experiência na sua utilização poderá ajudar a criar opções mais acertadas, não é mesmo?

Está com alguma dúvida nesse processo? Precisa de ajuda na criação de um nome para o seu negócio? Use o espaço dos comentários, compartilhe suas dúvidas conosco ou entre em contato!

Adicionar esse post aos meus favoridos!
Carollina Li

Carollina Li (Diretora de projetos):

Formada em design pela UEMG, mestra em design sistêmico pelo Politecnico di Torino e estudante incassável de marketing. Atua no desenvolvimento de estratégias de diferenciação para pequenas empresas. Apaixonada por pensar o design e o marketing de forma sistêmica. Pesquisadora de nascença. Sonhadora de carteirinha. Van Gogh, Salvador Dalí e Naruto são grandes inspirações. :) Carollina ama intensamente a natureza, escrever, viajar e encontrar sentido em tudo o que faz.

O que você achou deste conteúdo? Compartilhe conosco nos comentários.