O unboxing e a geração de valor
A cultura do YouTube revelou para o mundo algo que os designers já sabiam há muito tempo: o valor do unboxing.

Até um invólucro simples, mas que tenha um método de abertura diferente.
aaa

Categoria: Digital Inovação Inteligencia artificial

É possível usar a inteligência artificial para conhecer o consumidor?

Por Alessandro Traversi - Tempo de leitura: 5min
Salvos para ler depois
Adicionar aos meus preferidos!
É possível usar a inteligência artificial para conhecer o consumidor? É possível usar a inteligência artificial para conhecer o consumidor? É possível usar a inteligência artificial para conhecer o consumidor?

Nos últimos anos, as inteligências artificiais (IAs) têm se destacado como ferramentas de transformação digital em diversos setores da economia, de automação e produção a atendimento e vendas.

O que era considerado uma tecnologia futurista existente apenas em filmes, hoje já é essencial para avaliar o comportamento do consumidor no marketing.

As diversas IAs existentes estão presentes no nosso dia a dia, mesmo que não as reconheçamos à primeira vista. Como elas são usadas frequentemente por grandes empresas, não se pode dizer somente que são tecnologias inovadoras, mas, sim, indispensáveis.

No marketing já é uma forte aliada pois, além de agilizar processos possibilita o recolhimento de dados e entendimento ainda melhor do público de interesse.

E é sobre isso que vamos falar neste artigo. Entenda, sem mistério, como as inteligências artificiais já são usadas para conhecer o consumidor. Leia este artigo com uma pergunta em mente: eu devo aplicar isso no meu negócio? Boa leitura!

1.Automação do atendimento e chatbots

Com o aumento do imediatismo em nossa cultura, o atendimento rápido se tornou, cada vez mais, uma prioridade para os consumidores. Assim, muitas empresas se voltaram à utilização de ferramentas que auxiliam e automatizam o atendimento.

As assistentes virtuais, por exemplo, utilizam reconhecimento de fala e linguagem como comando para todos os tipos de tarefas em nossos computadores e smartphones.

Uma opção mais acessível são os chatbots. Esse tipo de automação agem como atendentes, tanto em fan pages do Facebook quanto em páginas de solução de problemas. São programados para resolver as complicações mais frequentes e coletar informações básicas dos clientes, de acordo com a sua função.

Assim, os chatbots otimizam o trabalho do atendimento pessoal, já que, além de reduzirem a quantidade de atendimentos pessoais necessários, quando o cliente chega ao atendente humano, os dados básicos já foram coletados, agilizando todo o processo.

2.Recomendações, ofertas e soluções personalizadas

Outro uso muito frequente das inteligências artificiais é a agregação delas a mecanismos de buscas presentes no site de lojas virtuais. A cada pesquisa que a pessoa faz, essa informação é coletada e integrada a um perfil pelo programa.

Assim, o sistema utiliza os vários perfis agregados para gerar recomendações e ofertas que têm mais possibilidade de interessar a consumidores específicos, sendo possível gerar múltiplas vendas a partir de uma única busca.

Ao analisar os dados armazenados por esses programas, é mais fácil prever o comportamento do consumidor no marketing e entregar soluções personalizadas para cada cliente, criando campanhas mais efetivas e segmentadas.

3.Precificação dinâmica

O processo de precificação de um produto ou serviço é complicado, principalmente em indústrias como transportes ou turismo, onde os fatores envolvidos no preço variam com frequência.

Embora certas empresas ainda se apeguem aos modelos tradicionais, a precificação dinâmica evita prejuízos ao constantemente reavaliar os valores de mercado.

Quanto mais fatores envolvidos e mais fluidos os valores, maior é a dificuldade de aplicação. Mas a boa notícia é que já existem diversas IAs especializadas em verificar esses elementos e definir os preços de maneira automática, em modo a garantir que o cliente veja o valor certo no momento adequado.

Leia também: INOVAÇÃO: O QUE É E POR QUE A SUA EMPRESA PRECISA PENSAR SOBRE O ASSUNTO?

4.Dados de consumo precisos

Além das vantagens já citadas, um sistema integrado a uma inteligência artificial permite rastrear perfeitamente o que é consumido por toda a cadeia de produção, do estoque de grãos em um silo à quantidade de vendas de arroz no varejo por estação.

Com tamanha precisão, as previsões de custos e lucros ficam mais certeiras, aperfeiçoando o planejamento global da empresa.

Mas vale ressaltar que, após a IA ser implementada, é preciso acumular dados para atingir o máximo de seu potencial.

Mesmo após começarem a surgir os primeiros resultados, será apenas no uso constante que o acúmulo dos dados fará seus algoritmos "pensarem". Essa é uma das caracteristicas das inteligências artificiais, "machine learning". A cada interação a máquina "aprende" a entregar um feedback melhor ao consumidor.

5.Conclusão

Como podemos ver, as inteligências artificiais já estão em uso em diversas funções e trazem benefícios inestimáveis não só para a produção, mas também para os setores de marketing e vendas.

Ainda assim, há empresas que desconhecem os benefícios que esses recursos podem trazer e os seus usos para avaliar o comportamento do consumidor no marketing.

Aplicar essa tecnologia em escalas menores é possível. Será que o seu negócio não pode se beneficiar também?

Leia também: Website: produto ou serviço?

Referências: http://cio.com.br/tecnologia/2018/08/29/exemplos-de-inteligencia-artificial-aplicada-aos-negocios-no-brasil/

Adicionar esse post aos meus favoridos!
Alessandro Traversi

Alessandro Traversi (Webdesigner):

Designer gráfico e mestre em design sistêmico pelo Politecnico di Torino. Especialista em projetar interfaces web, experiência do usuário com particular atenção a ergonomia, além de estudar programação frontend continuamente. Na Itália desenvolveu trabalhos para o centro de pesquisa da Fiat (com foco na ergonomia de interfaces) e para diversas agências de comunicação. Alessandro é apaixonado por tecnologia, animes, artes marciais e pelo Brasil.

O que você achou deste conteúdo? Compartilhe conosco nos comentários.